Quais os desafios para acertar o produto imobiliário de uma incorporação imobiliária? - Software para Incorporadora e Construtora 1649408395325702

O sucesso de uma iniciativa de incorporação imobiliária depende, em boa medida, da criação de um produto imobiliário bem-elaborado, tendo em vista necessidades e tendências do mercado consumidor e outras definições técnicas, jurídicas, financeiras e mercadológicas ainda nessa fase de concepção.

Isso permite que o desenvolvimento do empreendimento seja mais assertivo e menos suscetível a riscos e erros. Naturalmente, isso não é tão simples. O ciclo de produção do mercado imobiliário é complexo e permeado por diversos desafios.

Neste artigo, conheça mais sobre alguns dos principais desafios a serem vencidos para acertar o produto imobiliário de uma incorporação imobiliária. Acompanhe a seguir.

 

Produto imobiliário: importância de buscar acerto desde a sua concepção

A concepção do produto imobiliário é determinante para que o futuro empreendimento seja bem-sucedido.

Isso abrange desde o aspecto financeiro – afinal, os custos com inconsistências e erros são potencialmente menores e mais controláveis na etapa inicial do projeto. E isso no setor imobiliário, que enfrenta gastos e investimentos superlativos, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de uma incorporação.

Além disso, as constantes mudanças no perfil e nas exigências dos clientes, sejam eles residenciais ou corporativos, também acabam agregando camadas de complexidade que, se não forem levadas em consideração no início do desenvolvimento do produto imobiliário, pode fazer com que a incorporadora acabe com muitas unidades em estoque e tenha problemas para recuperar o investimento feito.

Por esses e outros motivos, ter um processo acurado de criação de produto imobiliário, que esteja em linha com as soluções para os principais desafios do setor, é algo cada vez mais necessário para uma operação com boa relação entre custo-eficiência e que seja competitiva.

Desafios comuns das incorporadoras com o desenvolvimento de produto imobiliário

A atividade de incorporação é caracterizada por ter um ciclo longo e, com ele, diversos riscos inerentes. Para mitigar esses riscos e otimizar os acertos, ter uma operação baseada em dados e em inteligência imobiliária é fundamental. Assim, consegue-se com mais facilidade alinhar o produto imobiliário ao mercado.

Para isso, é importante buscar maneiras assertivas de lidar com desafios como:

Preço

O preço é um fator sensível para que o produto imobiliário alcance o público estabelecido no prazo previsto. Portanto, sua formação é bastante estratégica, e não deve ser feita a partir de “achômetro”.

Uma boa prática para ajudar a determinar o preço adequado é a realização de um estudo de viabilidade econômica e mercadológica, com o levantamento dos custos da produção do empreendimento e do valor que ele deve produzir.

Tamanho e aproveitamento

Saber como usar lotes e terrenos para que eles tragam o melhor retorno sobre o investimento é crucial – afinal, esse é um recurso cada vez mais escasso, que precisa ser utilizado com o máximo de estratégia e aproveitamento possível.

Isso passa por análises técnicas e também mercadológicas. Afinal, para determinado perfil de cliente, as unidades compactas estão em alta, já para outro perfil, esse tipo de imóvel não será atrativo.

Assim, é preciso fazer estudos e cruzamentos de dados para que se consiga encontrar a melhor formatação possível para o produto imobiliário em questão.

Itens de convivência e facilidades

O produto imobiliário é complexo, composto não apenas pelas unidades privativas habitacionais ou comerciais em si, mas também por itens de convivência e facilidades.

Com tendências acentuadas como a economia criativa e a cultura do compartilhamento, por exemplo, muitas pessoas buscam por empreendimentos que ofereçam variedade nos espaços de convivência e interação. Ainda, a conveniência e facilidade de ter serviços prestados dentro do condomínio também podem se tornar poderosos argumentos de vendas para a sua equipe comercial.

Assim, é importante avaliar como tornar o empreendimento o mais alinhado possível às demandas de seu público de interesse e entregar valor a ele em forma de conforto, exclusividade, praticidade, facilidade e segurança em todas as áreas do empreendimento. Dessa maneira, a incorporadora consegue transformar demandas em um produto imobiliário desejável e competitivo.

Âncoras

Especialmente para produto imobiliário comercial – embora nos residenciais seja algo em crescimento – contar com âncoras pode potencializar o sucesso do empreendimento e atrair mais rapidamente o público de interesse.

O sistema de ancoragem agrega ao novo empreendimento a atratividade de alguma conveniência, produto, serviço ou marca de relevância para o target. 

Equipamentos urbanos

Além de o terreno ou lote ter uma boa localização que combine com os interesses do público-alvo, é fundamental que essa localização também conte com equipamentos urbanos o mais preparados e próximos possível.

Isso inclui desde questões estruturais de energia e saneamento até equipamentos urbanos em vetores como conveniência (mercados, farmácias, postos de combustível, etc.), educação (escolas, faculdades), lazer (parques, shoppings, clubes, etc.), mobilidade urbana (opções de transporte público, estacionamentos, facilidade de acesso às vias de interesse, etc.) e outros.

Conseguir detectar a melhor composição para agregar atributos como exclusividade, segurança, praticidade e conveniência é um fator chave para reduzir riscos e potencializar o retorno sobre o investimento da incorporadora.

Potencial de consumo

Este é um elemento que deve ser considerado ainda durante a análise estruturada para compra de terreno para incorporação. Afinal, ele está diretamente relacionado a uma compreensão do potencial de seu mercado e nas expectativas de retorno para o investimento a ser feito.

Esse índice demonstra quanto as famílias da região têm disponibilidade para investir no consumo imobiliário – assim, é algo que também impacta na composição de preço do futuro empreendimento.

Oferta e demanda imobiliária

Estoques lotados de unidades tempos após o seu lançamento ou, mesmo, da entrega do empreendimento, é algo que as incorporadoras não sonham em ter. Mas é algo que pode ocorrer quando não se tem um alinhamento entre oferta e demanda imobiliária.

Criar um produto imobiliário totalmente diferente da demanda do cliente é algo que apresenta risco elevado. Para reduzi-lo, sua oferta deve ajudar a suprir alguma lacuna de seu mercado. Da mesma forma, quando já se tem um projeto delineado, fazer estudos de oferta e demanda irá ajudar a responder se realmente existe público para seu produto imobiliário naquela região.

Sua incorporadora tem encontrado dificuldades para vencer esses desafios no desenvolvimento de produto imobiliário? Então, conheça já o Hiperdados e o ComproTerreno, soluções completas para sua empresa ter as informações e análises necessárias para tomar as melhores decisões ao longo de todo o ciclo de incorporação imobiliária.

No Comment

Comments are closed.

× Conheça o Hiperdados