Sistema para incorporadoras que conecta todas as fases do ciclo de incorporação imobiliária - Software para Incorporadora e Construtora

Incorporadoras são conhecidas por terem processos longos e complexos, distribuídos em diversas fases de seu ciclo de incorporação imobiliária. Para simplificar essa complexidade no dia a dia, de modo que a operação possa escalar e ter mais eficiência, utilizar um sistema para incorporadoras que esteja preparado para conectar todos esses estágios mostra-se fundamental.

Esse tipo de solução deve oferecer recursos e ferramentas que contemplem desde o aspecto técnico até o mercadológico e financeiro. Conseguir otimizar a gestão das tarefas de cada ciclo, da compra do terreno até a entrega de chaves, é crucial para a empresa que está comprometida em ampliar sua vantagem competitiva para crescer e se fortalecer no mercado.

Pensando nisso, no artigo de hoje, falaremos mais a respeito de como um sistema para incorporadoras integra-se ao ciclo completo de incorporação. Entenda como diferentes funções, como a compra de terreno, vendas de imóveis na planta, construção do empreendimento e administração de recebíveis podem ser conciliadas e otimizadas quando gerenciadas de modo unificado com o suporte da tecnologia certa. Confira a seguir.

Os desafios do ciclo de incorporação imobiliária

Podemos entender o ciclo como sendo composto pelos principais marcos dos empreendimentos imobiliários. É responsabilidade da incorporadora fazer toda a articulação das etapas para o projeto, desde o mapeamento de oportunidades, análise de mercado, estudo de viabilidade, compra do terreno, projeção do empreendimento, gestão de vendas na planta, etc.

Embora o ciclo produtivo a partir do lançamento tenha uma duração média de 36 meses, o ciclo completo de incorporação é bem mais longo, podendo ter início meses ou, mesmo, anos antes do lançamento, visto que a aquisição do terreno certo, a obtenção de aprovação e de licenças e registro de incorporação, por exemplo, podem demandar bastante tempo.

Diante de tal complexidade e duração, há riscos expressivos envolvidos no ciclo de incorporação imobiliária – tais como comerciais, jurídicos e financeiros. E uma solução para ajudar a minimizar esses riscos por meio de um uso inteligente dos dados para orientar melhores decisões e de automações para ganhar tempo e eficiência em todo o ciclo é o uso de um sistema para incorporadoras que conecte todas as fases do ciclo de incorporação imobiliária.

Sistema para incorporadoras na compra de terreno

Antes de comprar um terreno, é preciso avaliar se ele  supre todos os requisitos de viabilidade, que podem incluir viabilidade comercial (relacionada a uma real demanda de mercado), técnica (incluindo questões de engenharia e arquitetura), ambiental (por exemplo, se há agravantes na área no que diz respeito ao meio ambiente) e financeira (considerando se o negócio é rentável), jurídica (se há riscos de não se ter uma compra segura, considerando problemas de documentação de terreno, processos jurídicos em torno dele, etc.). Só depois de toda essa análise completa é que a compra se efetiva e ocorrem as assinaturas de contratos.

Tudo isso é bastante complexo e exige que se tenham à disposição dados atualizados, confiáveis e dinâmicos para embasar a tomada de decisão. E um sistema para incorporadoras que conecte todas as fases do ciclo de incorporação imobiliária fornece exatamente isso.

Venda de imóveis na planta com o uso de um sistema para incorporadoras 

A venda de unidades em um empreendimento imobiliário depende em boa medida de um controle eficiente de seus processos. Um estudo de viabilidade, por exemplo, pode trazer melhores resultados quando conectado a informações atualizadas do mercado e a projeções financeiras com base em indicadores e informações macroeconômicas.

Quanto à comercialização de imóveis na planta, ela torna-se mais facilita com o uso de um sistema para incorporadoras eficiente que se interligue também ao mercado. Isso significa que, para reduzir riscos e maximizar resultados, a incorporadora deve se manter atualizada e preparada para os momentos de flutuação econômica e de sazonalidade, por exemplo. E, para isso, é crucial que o sistema ofereça recursos estratégicos que possibilitem uma tomada de decisão rápida e bem-fundamentada.

Além disso, esse tipo de solução pode ajudar os times comerciais a compreenderem quais perfis de imóveis apresentar para cada cliente em potencial e em que etapa do ciclo determinados ativos podem ter maior liquidez.

Uso de um sistema para incorporadoras na fase de construção do empreendimento

Para essa etapa ser bem-sucedida, o foco principal está no monitoramento e na otimização do tripé formado por custo, prazo e qualidade. Esses atributos atuam diretamente na credibilidade da incorporadora e do empreendimento e em sua rentabilidade.

Gerenciar o projeto para que os custos fiquem dentro do orçamento previsto, a obra ocorra dentro do cronograma estipulado e com a qualidade prometida ao mercado é um grande desafio sem o uso de um sistema para incorporadoras que conecte todas as fases do ciclo de incorporação imobiliária.

Com um sistema completo, demandas de setores e parceiros podem ser rapidamente resolvidas e acompanhadas em tempo real, evitando perda de produtividade, gastos desnecessários e atrasos na obra. Com isso, passa-se de uma atuação mais operacional para uma mais estratégica, que gere um impacto concreto para que a construção ocorra como o previsto e que se possa chegar até a entrega das chaves ao cliente final sem maiores problemas.

Administração de recebíveis em um sistema para incorporadoras que contempla o ciclo completo de incorporação

As tarefas e responsabilidades da área financeira da incorporadora devem ser bem-estruturadas para que toda a engrenagem possa rodar adequadamente. O recebimento de valores ou fluxo de caixa desalinhado, por exemplo, pode trazer grandes prejuízos ao ciclo de incorporação e à saúde financeira do negócio.

Desse modo, um desafio a ser vencido pelo setor financeiro é o de manter os recebíveis mais controlados e flexibilizados. Isso é, certificar-se de que determinados títulos estejam realmente alinhados com o processo global de incorporação. Por esse motivo, um sistema que atende o ciclo completo de incorporação precisa estar preparado para conectar gestores e responsáveis por funções de construção e aquisição de insumos.

Além disso, integrar os processos de incorporação imobiliária à administração de recebíveis leva a uma flexibilidade maior na gestão de recebíveis. A partir disso, oportunidades que antes poderiam estar limitadas ao setor financeiro podem, então, ser aproveitadas ao máximo de forma mais completa no negócio. Isso pode abranger negociações facilitadas e linhas de crédito que gerem tração e um diferencial estratégico para a operação.

Está em busca de um bom sistema para incorporadoras? Então, conheça o Hiperdados, que oferece ferramentas de compra e venda de ativos, administração de recebíveis, controle de construção e outros diferenciais que otimizarão os resultados de sua incorporadora. 

No Comment

Comments are closed.