Sistema de gestão de obra: planejamento, controle e orçamento de obra - Software para Incorporadora e Construtora

Reestruturar um processo de gestão, comumente, não é algo automático na rotina das empresas. É preciso, primeiramente, ter uma cultura organizacional voltada à melhoria contínua e saber o que deve ser priorizado e quais as melhores ferramentas a serem implementadas para tais objetivos. Para uma construtora ou incorporadora, um sistema de gestão de obra necessita não apenas satisfazer funções operacionais. É preciso que se tenha na tecnologia uma oportunidade de crescer e gerar autoridade e diferenciação nesse setor tão concorrido.

Por isso, utilizar um sistema de gestão de obra especializado pode ser decisivo no momento de atingir e até mesmo ampliar objetivos da organização. É a partir das facilidades trazidas por um bom sistema de gestão que recursos podem ter um melhor planejamento e controle mais simples e preciso.

Então, será que é possível alinhar e fortalecer processos de gestão de obra a fim de garantir uma melhor eficiência em toda a operação? No artigo de hoje, falaremos mais sobre os principais pilares a serem priorizados ao adotar um sistema de gestão de obra. Entenda como planejamento, controle e orçamento da construção de seu empreendimento podem ser otimizados com as ferramentas ideais. Acompanhe a seguir.

O diferencial do planejamento em um sistema de gestão de obra

À medida em que um negócio amplia seu escopo, mais complexas tendem a se tornar as variáveis dos processos. Ter uma tecnologia de gestão de obra pode fazer com que isso ocorra de modo mais fluido e simples. Isso começa com um planejamento integrado e que tenha uma visão 360º do cenário ao redor de cada novo empreendimento imobiliário.

Um bom sistema de gestão de obra diferencia o planejamento da empresa justamente em integrar os fatores determinantes de um resultado excelente. Materiais, técnicas de construção, vendas – tudo isso pode ser controlado de maneira mais otimizada e inteligente. Assim, sua empresa consegue antever momentos em que, sem uma gestão de obra estratégica, ocorreriam pontos de crise e estagnação.

Com o planejamento agilizado, estimativas de compras, manutenção e demais pontos de contato da obra passam a contribuir para a inteligência da empresa. Isso significa que departamentos antes focados no aspecto técnico-operacional passam a ter dados estratégicos que podem trazer insights e novas formas de tornar a obra mais rentável para a operação.

Precisão e facilidade no controle do empreendimento

A adoção de um sistema de gestão de obra oferece uma oportunidade de reorganizar o controle de recursos. E mais, torna a tarefa em si algo mais assertivo e de fácil acesso a todos os funcionários envolvidos na obra.

Com apenas alguns cliques, um sistema especializado nas necessidades das construtoras e incorporadoras pode oferecer um painel de controle completo. Se um gestor, por exemplo, necessita do histórico dos suprimentos utilizados em obras de perfil semelhante ou de relatórios de lotes de terrenos, ele pode não somente ter acesso à informação, como acompanhá-la em tempo real.

Um acompanhamento centralizado permite que o controle da gestão de obra ganhe uma tomada de decisão mais assertiva. E, quando se trata de um mercado que depende de um alto padrão de qualidade e de agilidade, isso se traduz em uma vantagem competitiva evidente.

Melhor administração do orçamento da obra

Em uma boa gestão de obra, é crucial saber administrar estrategicamente as demandas financeiras. Um erro no orçamento do estoque, por exemplo, pode causar sérios problemas e atrasos na obra e, por consequência, em futuros atos de venda e incorporação do empreendimento. Por isso, é importante que a gestão na construtora tenha o papel de promover um processo de fluxo de caixa otimizado e alinhado aos demais setores.

Nesse contexto, uma das vantagens que o sistema de gestão de obra pode proporcionar para o orçamento da obra é uma maior flexibilidade. Considere que o canteiro de obras surge com uma demanda urgente de determinado material que precisará ser comprado a mais. O sistema pode antever cenários em que a compra e logística desses materiais ocorra, evitando surpresas desagradáveis na construção e no cronograma.

Naturalmente, a boa gestão do orçamento de uma obra não depende somente de um setor. Por isso, um sistema de gestão de obra bem implementado pode detectar as necessidades de diferentes pontos da jornada e garantir uma obra com mais autonomia e flexibilidade para estender prazos ou, mesmo, otimizá-los, priorizando entregas e projetos.

Como um sistema de gestão de obra pode otimizar a lucratividade?

Lidar com processos de obra envolve saber comunicar e executar as etapas do projeto da melhor maneira possível. Para isso, é preciso contar com um sistema de gestão de obra que possa fornecer ferramentas integradas e que façam o processo ser controlado mais efetivamente.

Poucas empresas integram e transformam sua inteligência de mercado em potência para o que ocorre no dia a dia de uma obra. Um sistema de gestão de obra competente não apenas organiza a informação gerada de forma interna e externa – trata-se de uma tecnologia que permite que parceiros e setores da construtora tenham maior poder e agilidade na resolução de problemas.

E então, você gostaria de saber mais sobre como um sistema de gestão de obra integra áreas de planejamento, controle e orçamentos em uma solução integrada e acessível?

A solução da Hiperdados é fácil de utilizar e está disponível para dispositivos móveis, garantindo cotações e pedidos instantaneamente. Conheça mais sobre as funções e os ganhos que o software pode trazer para sua construtora!

 

No Comment

Comments are closed.

× Conheça o Hiperdados