O que compõe o preço do imóvel? - Software para Incorporadora e Construtora

Precificar seu principal serviço ou produto costuma ser um grande desafio para qualquer tipo de empreendedor. No mercado imobiliário, o que compõe o preço do imóvel pode não ser um fator tão facilmente perceptível ou tangível. Corretoras, construtoras, incorporadoras e demais empresas sentem o impacto negativo que essa variação no preço pode causar.

Nesse contexto, trabalhar com uma prática de preços para seu imóvel que seja lucrativa e viável exige um balanço e precisão. Valores muito baixos, naturalmente, podem acarretar prejuízos sérios para a saúde financeira e o futuro do negócio. Em contrapartida, um valor muito alto pode alienar uma potencial base de clientes e, também, prejudicar seu fluxo de caixa e equilíbrio financeiro.

Anteriormente, já abordamos em nosso blog a importância em se realizar uma análise estruturada para compra do terreno. A partir desse ponto, é possível ter dados que possam ser valiosos para que se defina o preço ideal de seu imóvel. Juntamente a esses dados de análise, unem-se dados externos de comportamento e experiência de seus potenciais clientes, além de índices mais macro, tais como o potencial de consumo das famílias.

A relação básica na formação do preço de um imóvel no mercado é sua oferta e demanda. No entanto, isso, é apenas uma parte dessa equação. Mesmo com uma equipe de vendas competente, dados são complexos para que se chegue em um cálculo preciso. Por isso, neste artigo, falaremos mais sobre os fatores que compõem o preço do imóvel. Confira a seguir.

Relações que definem o preço do imóvel

A definição do preço do imóvel parte da relação e do cruzamento de dados. Antigamente, a relação mais comum ocorria entre o preço da moradia com a faixa de renda dos moradores, segmentados por região. Porém, com a realidade mutável e os novos perfis de consumo no mercado, esses fatores isolados não se mostraram mais suficientes.

A valorização do preço de um imóvel pode ter uma grande variação de acordo com a região. E, apesar de isso ser verdade quando analisamos diferentes bairros, é importante que se faça um recorte maior. Mesmo dentro de um mesmo bairro, o preço do imóvel pode apresentar uma grande variação. E, para confirmar esses fatores, é preciso ter a informação a seu favor.

Um bom ponto de partida que pode ajudar a compor o preço do imóvel está no histórico ao seu redor. O valor do metro quadrado teve um crescimento ou diminuição ao longo do tempo? Como esses valores se comparam com imóveis negociados nas regiões vizinhas?

Os limites entre bairros não são um critério único. Pensar no aspecto comercial e nas demandas sendo atendidas para o imóvel conta muitos pontos e torna a proposta mais atrativa. Por isso, é importante considerar o acesso a meios de transporte, vias de acesso, centros comerciais e demais pontos de interesse.

Outra relação importante de ser mencionada está nas variações das propostas de vendas. Negociar um imóvel é um processo orgânico e, por isso, aprender o histórico desses valores de venda do início ao fim faz toda a diferença. Aproveite para procurar mais sobre imóveis semelhantes na internet ou mesmo conversar com contatos no mercado. Toda informação consistente é valiosa.

O que agrega valor ao preço do imóvel

Quanto mais abrangentes e complexos forem os critérios de comparação, mais próxima do ideal tende a ser a definição do preço do imóvel. A base do valor do imóvel pode ter como ponto de partida aspectos técnicos, como metragem e cômodos. Mas há outros fatores além desses que contribuem para o valor de venda e compra.

Conservar o imóvel ou, até mesmo, decorá-lo especialmente para visitas de clientes é algo que vem ganhando força no mercado imobiliário. Por isso, vale a pena considerar na balança um possível investimento que melhore a qualidade do empreendimento e sua viabilidade para vendas.

Todo cliente deseja, além de um imóvel, uma experiência fluida e com o mínimo de obstáculos possível. Trazer essa segurança para um possível comprador faz parte disso. Identifique suas prioridades e saiba recomendar uma oferta que pareça irresistível.

Como dados ajudam a determinar o preço do imóvel?

Falamos sobre a busca de histórico e contatos que já atuaram na venda de imóveis semelhantes ao seu ativo. Com o crescimento das ferramentas digitais, essa pesquisa pode ser organizada e mais bem embasada.

Índices e fontes de dados confiáveis podem alterar totalmente a visão de seu negócio. Com posse das ferramentas certas, é possível ter a precisão do preço de um imóvel e, inclusive, agilizar os processos de pesquisa. Com dados de georreferência, a gestão e a equipe de vendas podem se munir e atuar com a venda de um imóvel de acordo com a realidade da região.

Informações como o valor do metro quadrado, gráficos de preço separados por categoria de imóvel e média de metragem podem segmentar sua busca. Assim, a composição do preço do seu imóvel pode não só ser mais certeira como permitir-se ser competitiva nos momentos mais propícios de negociação.

Para acertar em cheio, conheça a ferramenta COMPROTERRENO e saiba como compor o preço de seu imóvel de forma certeira e lucrativa. 

No Comment

Comments are closed.

× Conheça o Hiperdados