Como funciona o ciclo de produção de um empreendimento imobiliário - Software para Incorporadora e Construtora

O ciclo de produção de um empreendimento imobiliário é formado por distintas etapas. Desde o momento de concepção do projeto até a entrega das chaves, existem pontos que contam com seus próprios desafios particulares. Alguns podem ser pequenos obstáculos operacionais. Outros, porém, podem exigir uma dedicação que pode consumir anos.

Quanto mais complexo for o empreendimento imobiliário, maiores tendem a ser as demandas e os recursos a serem investidos. Empresas do ramo, geralmente, reúnem um time multidisciplinar que possa cobrir todos os aspectos da operação. Durante o processo, existem questões jurídicas, financeiras, econômicas e de engenharia que exigem um acompanhamento profissional acurado.

Com um mercado constantemente em mudanças, o ciclo de produção de um empreendimento imobiliário precisa ser flexível e antecipar seu planejamento. A demanda do mercado é constante e saber como dominar a cadeia de produção pode fazer toda a diferença em um mercado de competição tão acirrada.

Neste artigo, falaremos mais sobre o funcionamento das principais etapas do ciclo de produção de um empreendimento imobiliário. Dessa forma, você poderá saber mais sobre a ordem dos processos e gerenciá-los da melhor forma possível. Confira a seguir.

  1. Primeira etapa do ciclo de produção de um empreendimento imobiliário: compra do terreno

A fase de compra de terreno exige uma pesquisa robusta prévia. Nesse estágio, é comum que se tenha um grande período para sondagem e análise de oportunidades e riscos envolvidos. A partir de dados e relatórios de viabilidade, estruturam-se as informações necessárias para que se tenha um quadro completo do investimento a ser feito.

Os dados a serem analisados e cruzados podem partir de uma série de fatores. Densidade demográfica, visibilidade do terreno, tamanho e diversos outros. Informações em relação à área também têm grande importância para o investimento inicial na produção de um empreendimento imobiliário. A escolha de localidade e suas potencialidades influenciarão diretamente na compra do terreno.

Após a análise de todos esses fatores, é importante planejar os cenários de compra de terreno. Em alguns casos, a propriedade pode se revelar uma oportunidade a ser explorada o mais rapidamente possível no processo. Em outros, talvez a compra do terreno represente um investimento de longo prazo, para formação de carteira de landbank. De qualquer forma, a produção de um empreendimento imobiliário guiará sua escolha em futuras contratações e orçamento do projeto em si.

  1. Venda do imóvel (em planta)

O empreendimento imobiliário não necessita, obrigatoriamente, aguardar a construção e incorporação para começar a ser comercializado. A modalidade de venda na planta oferece vantagens na negociação. Além disso, é possível atender a demandas de um cliente com verba para investir no médio ou longo prazo.

As estratégias aplicadas durante essa etapa do ciclo de produção do empreendimento serão implementadas especialmente pelos times de marketing e vendas das empresas. A venda do imóvel em planta, particularmente, exige que se tenha uma atenção para práticas que considerem a venda de um imóvel ainda não construído.

A fase de venda no ciclo de produção de um empreendimento imobiliário tem uma ligação direta com seu resultado. O desempenho de um imóvel, inclusive, pode já ser monitorado a partir do interesse e da procura pela compra de imóveis em planta em áreas consideradas valorizadas. É o momento, também, de precificar o imóvel de acordo com a proposta de lucro e cenário de vendas.

  1. Construção do empreendimento imobiliário

A etapa de construção é o grande ponto de execução do ciclo de produção do empreendimento imobiliário. Esta é a fase na qual o acompanhamento e o alinhamento das atividades de diferentes setores são decisivos para seu sucesso. A construção do empreendimento depende, em boa medida, de um orçamento bem estabelecido e planejado, assim como de um cronograma consistente.

É importante, também, que a etapa de construção seja apoiada pelas fases e estágios anteriores. Com um bom plano de compra e venda, o projeto pode ser concretizado em um prazo estabelecido de forma eficiente. Isso, claro, com uma boa compreensão do escopo de construção pela gestão.

Ainda, na fase de construção do empreendimento, entra também a prioridade do controle de gastos. Prazos necessitam ser equilibrados com a garantia de qualidade da entrega. E, como um fator de controle, o aspecto financeiro apresenta um grande peso nessa relação. Empreendimentos imobiliários que não têm um equilíbrio em seus custos podem pecar nas especificações de sua entrega.

  1. Entrega das chaves

O primeiro momento de entrega de um imóvel a seu proprietário é jurídico e, de certa forma, burocrático. É preciso, portanto, saber como informar corretamente o cliente interessado no empreendimento. Documentos de garantia, contratos e faturas são organizados para que a entrega das chaves seja feita de forma descomplicada, representativa e satisfatória.

Após a conclusão de construção, é importante lembrar de que ainda há uma etapa que exige execução. É de responsabilidade da incorporadora, por exemplo, atender e realizar reformas que sejam demandadas pelo futuro inquilino.

Sua empresa mantém o ciclo de produção de seu empreendimento imobiliário de forma eficiente? Você utiliza ferramentas que facilitam a sua gestão em cada etapa? Conheça o software COMPRO TERRENO e comece a organizar hoje mesmo a inteligência imobiliária de seu negócio. 

No Comment

Comments are closed.