Inteligência imobiliária como instrumento de viabilidade de empreendimentos - Software para Incorporadora e Construtora

O elemento da inteligência imobiliária pode mudar totalmente os rumos de um empreendimento ou de um lançamento feito pela empresa. Etapas podem ser otimizadas e erros podem ser evitados em todo o processo com a informação focada, mas isso só é possível quando se tem uma ferramenta que opera em favor da viabilização de seus empreendimentos.

Fazer com que a inteligência imobiliária seja instrumento da viabilidade de empreendimentos não envolve somente uma mudança operacional da gestão. A força estratégica em fazer com que a etapa de viabilidade seja mais influente no ciclo imobiliário parte de informação. Por isso, é preciso entender como a inteligência torna-se um ativo e otimiza etapas.

Como direcionar a empresa para o melhor uso possível de sua inteligência imobiliária? Qual é a função que uma base de BI (business intelligence) pode ter para os negócios em seu mercado? Qual é a relação entre a viabilidade de empreendimentos e a inteligência gerada? Descubra mais no artigo de hoje!

O ciclo de inteligência imobiliária na viabilidade de empreendimentos

Realizar a gestão das informações geradas pela empresa, em si, já representa um grande desafio. Afinal, processos são comumente flexibilizados e descentralizados sem o controle ideal. Em muitos casos, incorporadoras e construtoras não utilizam totalmente o potencial que a inteligência imobiliária pode ter ao viabilizar empreendimentos.

Independentemente do escopo de sua empresa, a produção de dados já é grande e complexa. Com esse volume e complexidade, é preciso estabelecer um padrão que gere uma inteligência imobiliária competitiva. E, como já sabemos, nem todas as empresas dão o tratamento ideal para sua inteligência de mercado.

É importante destacar como esse ciclo envolve, também, a relação com dados externos e até mesmo fora do mercado imobiliário. O cruzamento de dados complexos influencia diretamente os resultados de seu negócio. Portanto, as empresas que enxergam esse ciclo com maior clareza e que gerenciam a inteligência imobiliária com eficiência ganham maior vantagem.

Geralmente, as análises e os estudos voltados para a viabilidade de empreendimentos têm uma finalidade pontual, alheia a outros processos. Construir uma inteligência imobiliária robusta significa que incorporadoras, construtoras e empresas parceiras podem expandir a efetividade de suas etapas.

Com uma informação contextualizada, dados como variações de valores por região ou poder aquisitivo não são apenas um parâmetro técnico. Informações se tornam indicadores para que empreendimentos futuros se beneficiem e, simultaneamente, contribuam para a inteligência imobiliária total. Isso faz com que a viabilidade de empreendimento vá além da esfera analítica.

Quando setores diferenciados se beneficiam da inteligência imobiliária de forma estratégica, cria-se um espaço mais abrangente para que novas oportunidades surjam. Relatórios de dados mais acessíveis fazem com que a viabilidade de empreendimentos gere dados atualizados, centralizados e de forma dinâmica.

É possível implementar um sistema gerador de inteligência imobiliária?

Irregularidades e redundâncias de informação devem ser prevenidas para que a implantação do empreendimento alcance os objetivos propostos. A inteligência imobiliária pode ser a base para isso. Mas qual solução pode ser uma peça-chave nessa estruturação?

Com a viabilidade de empreendimentos, gera-se um grande ativo na empresa. A etapa de avaliação tem um grande peso nesse processo. Portanto, para que a inteligência imobiliária seja parte integrante disso tudo, é importante que se tenha um foco. Um sistema que organize e automatize funções pode ser um grande aliado nesse direcionamento.

Ter a análise certa no momento certo pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um empreendimento. Por conta disso, análises de viabilidade de imóveis necessitam promover uma visão completa do cenário. Dessa forma, a tomada de decisão da gestão ganha maior precisão.

Um sistema que torne a inteligência imobiliária mais acessível é uma necessidade. Mesmo empresas que não adotem formalmente uma solução já geram inteligência. A diferença, porém, está no uso dessa inteligência imobiliária e no alinhamento desses dados com o processo na prática.

Considerações finais

Fazer com que a inteligência imobiliária seja um instrumento do processo de viabilidade envolve elencar prioridades. Indicadores prioritários em um processo de viabilidade podem determinar com maior precisão os investimentos realizados pela empresa e seu retorno projetado.

No grande ciclo de vendas, que parte da análise do terreno até sua venda final, existem desafios e obstáculos constantes. Tornar a inteligência imobiliária um instrumento para a etapa de viabilidade faz com que a gestão tenha maior poder. Assim, todo esse processo é valorizado, se tornando ágil e alinhando decisões da organização com a realidade do mercado imobiliário.

Para conectar-se melhor à informação gerada pela inteligência imobiliária, porém, é preciso que se estabeleça um sistema. Ter uma solução que torne o processo de viabilidade de empreendimentos eficientes contribui para que estratégias possam ser pensadas e aplicadas de maneira integral.

Uma inteligência imobiliária robusta e aplicável à viabilidade e demais processos pode ser alcançada. Com a implementação de um sistema e uma administração voltada para esses recursos, é possível conectar seu negócio e otimizar processos a partir das etapas de viabilidade.

Você gostaria de saber mais detalhes sobre como transformar inteligência imobiliária em base para a viabilidade de seus empreendimentos? Conhece as ferramentas da solução COMPRO TERRENO, da Hiperdados. Com esse software, é possível fazer gestão de inteligência imobiliária e agilizar a viabilidade de empreendimentos. Saiba mais sobre como otimizar seus processos hoje mesmo!

No Comment

Comments are closed.

× Conheça o Hiperdados