4 fases críticas do desenvolvimento imobiliário - Software para Incorporadora e Construtora

O desenvolvimento imobiliário é um processo complexo que envolve diferentes etapas. Entre o projeto inicial até a entrega de um imóvel, uma série de obstáculos e desafios podem surgir ao longo do caminho, em meio a um processo que pode demorar anos para ser concluído.

Um projeto como esse nível de complexidade envolve a participação de uma ampla variedade de profissionais, incluindo agrimensores, engenheiros civis, empreiteiros, arquitetos, paisagistas, consultores, advogados, financiadores, entre outros.

Felizmente, esses projetos imobiliários também são oportunidades de investimento altamente lucrativas, pois se trata de um produto para o qual sempre existe demanda no mercado.

 

Pensando nisso, neste artigo, apresentaremos as principais fases do gerenciamento de projetos imobiliários na ordem que elas acontecem. Continue lendo para saber mais sobre esse assunto!

Conheça os 4 estágios críticos do desenvolvimento imobiliário

  1. Compra do terreno

A fase inicial de um projeto imobiliário se concentra na pesquisa do terreno a comprar. Geralmente, esse é o estágio que mais demanda tempo e também o que acarreta os maiores riscos, pois, existem muitas incógnitas envolvidas.

Utilizando uma série de dados e informações estruturadas, os desenvolvedores de imóveis e demais profissionais envolvidos analisam todas as áreas disponíveis em uma determinada localidade. Entre os fatores analisados, estão o tamanho da propriedade, a visibilidade, a demografia, o tráfego de pessoas, eventuais restrições quanto ao zoneamento, concorrentes, entre outros.

Analisar essa série de fatores e cenários futuros é uma ação que ajuda a encontrar a propriedade certa para atender às necessidades de potenciais clientes e expandir seu negócio. Uma vez que tenha a informação adequada e tenha um local específico selecionado, é quando você realmente entra mais expressivamente no processo de desenvolvimento imobiliário, contratando arquitetos, engenheiros e consultores para o registro, design e orçamento do projeto.

  1. Vendas

Com o projeto pronto, o empreendimento pode ser lançado. Para isso, são utilizadas diversas estratégias, definidas pelas equipes de marketing e de vendas, para potencializar as reservas das unidades.

Essa é também uma fase crítica do desenvolvimento imobiliário, pois o número de vendas está diretamente atrelado ao sucesso do empreendimento, além de representar mais tranquilidade durante o período de obras. Por outro lado, um baixo volume de comercializações indica a escolha de uma área ruim, o que pode comprometer a reputação do empreendimento.

Nesse caso, a alternativa é acompanhar o panorama de vendas local e ter de baixar preços e diminuir ao máximo a margem da incorporadora para, pelo menos, garantir algum lucro nas negociações.

  1. Construção

Durante essa fase crítica do desenvolvimento imobiliário, a equipe precisa acompanhar de perto todas as atividades de construção. Isso inclui reuniões semanais no local de trabalho e canteiro de obras, monitoramento de pedidos, além do acompanhamento do progresso em relação ao cronograma, orçamento e outros documentos de construção.

Com um bom projeto, os desafios nesse estágio são reduzidos, mas não eliminados. Embora essa fase possa durar meses, dependendo do tamanho do projeto, é um dos aspectos mais empolgantes do desenvolvimento imobiliário, pois nela você vê todo o seu trabalho duro se concretizando e sendo tangibilizado.

O foco nessa fase deve ser o controle do custo, do prazo e também da qualidade. Mantido esse tripé, é sinal de que a construtora escolhida possui saúde financeira e comprometimento e de que ela entregará o imóvel seguindo as especificações exigidas.

  1. Entrega

A conclusão do projeto se dá a partir da emissão do Habite-se pela prefeitura local, bem como do alvará do Corpo de Bombeiros.

O “passo final” no processo é a entrega das chaves ao cliente, assim como o desenvolvimento de uma lista de verificação. Uma equipe de gerenciamento deverá entregar de forma organizada todos os documentos do projeto, tais como garantias, faturas, contratos, certidões, entre outros.

Isso significa que a propriedade está preparada para o inquilino ou comprador final morar ou abrir o seu negócio, bem como representa uma isenção de responsabilidade para a incorporadora, caso o cliente decida realizar alguma modificação ou reforma que prejudique ou modifique estruturalmente o que está sendo entregue.

Assim, quando bem executado, o desenvolvimento imobiliário pode se transformar em um projeto de sucesso, revertendo em lucros para os seus desenvolvedores e investidores.

E para você, quais são as fases mais críticas no desenvolvimento imobiliário? Como você lida com elas? Compartilhe sua mensagem conosco e continue acompanhando nosso canal de conteúdo. Até a próxima!

No Comment

Comments are closed.