Sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira: como funciona? - Software para Incorporadora e Construtora

Para que o planejamento de sua empresa saia do papel, é indispensável que exista uma forma de validar sua viabilidade. Afinal, o sucesso de seu empreendimento, seja uma incorporação imobiliária ou a criação de land bank, dependerá de sua viabilidade econômica-financeira. Nesse contexto, investir em um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira pode potencializar esses resultados.

O primeiro contato com uma solução que auxilie seus processos exige um planejamento alinhado aos seus objetivos. Pensando nisso, no artigo de hoje, saiba mais sobre o funcionamento de um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira.

O que é um estudo de viabilidade econômica-financeira?

O mercado imobiliário demanda uma decisão ágil e precisa para múltiplos projetos em diferentes etapas de desenvolvimento. O estudo de viabilidade econômica-financeira permite que os resultados desses projetos sejam mensurados. Por meio de indicadores financeiros, projeções e controles de investimento, o projeto e seu potencial retorno são avaliados.

Com um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira, seu negócio ganha acesso às ferramentas para agir de forma estratégica. Definir os parâmetros necessários para a viabilidade de um projeto imobiliário é uma exigência para que sua concretização seja possível. A implementação faz com que esse processo possa ganhar agilidade e torne seu negócio mais competitivo.

As etapas do estudo de viabilidade econômica-financeira são parte de toda a análise realizada em um empreendimento imobiliário. Aqui, é importante que os dados trabalhados sejam próximos da realidade em projeções durante a análise. O equilíbrio de valores conhecidos e projeções fazem parte de um estudo de viabilidade eficiente.

Funcionalidades de um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira

Um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira se baseia em uma suíte de ferramentas e funcionalidades com o objetivo de responder questões vitais dos negócios. Em uma incorporação, por exemplo, é necessário saber qual fonte de financiamento trará melhor resultado. Já uma construtora precisa ter informações precisas sobre fornecedores e seus insumos, por exemplo.

Dentre as funcionalidades básicas de um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira, podem ser destacadas as seguintes:

  • Projeção de receita: ferramentas para controle dos valores e projeções dos fatores que formam o capital de investimento. Simulação de cenários de preços, custos, vendas realizadas e demais elementos.
  • Projeção de custos e despesas: registro e projeção de gastos de produção, contratações, impostos e demais encargos.
  • Projeção de fluxo de caixa: ferramentas que facilitam a gestão do saldo entre receitas e seus custos e despesas.
  • Organização de viabilidade econômica-financeira: ferramentas de indicadores e métodos para determinar o retorno do investimento.
  • Análise de fatores macro: ferramentas que simulem e tragam históricos de cenários que possam impactar o projeto.

Para a execução de um projeto, o sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira deve trabalhar com precisão nos dados. Nas projeções, por sua vez, é importante que as soluções oferecidas permitam uma flexibilidade compatível com os processos e as demandas próprias do segmento imobiliário. A alteração de prazos e a priorização de custos e gastos, além de fatores externos, podem exigir que o investimento seja revisto.

A gestão responsável por monitorar e definir os parâmetros do estudo de viabilidade se beneficia de um sistema inteligente. Para isso, muitas opções no mercado trabalham com painéis de bordo personalizados. Dessa forma, é possível trabalhar com variáveis de forma isolada e identificar os pontos mais críticos de cada projeto.

Considerações finais

O que torna um sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira eficiente são suas ferramentas e a forma de implementação. Projetos como incorporações e compra de terrenos dependem de uma etapa de análise econômica-financeira sólida e ampla. Portanto, sistemas intuitivos e personalizáveis permitem o direcionamento de investimentos da gestão e maior impacto em seus resultados.

Garantir a consistência nos processos e controlar o fluxo de informações internas e externas é a essência desse tipo de solução. Por isso, é preciso buscar o sistema para estudo de viabilidade econômica-financeira que possa ser implementado de acordo com suas necessidades e demandas.

Qual é a sua experiência com sistemas para estudo de viabilidade econômica-financeira? Seus métodos e indicadores precisam ser potencializados com a implementação de um novo sistema? Deixe sua mensagem nos comentários e continue acompanhando o blog da Hiperdados para se manter atualizado. Até a próxima!

No Comment

Comments are closed.