hiperdados o melhor business intelligence para incorporadora imobiliária

Em um período em que a crise ameaça diferentes segmentos de mercado, é preciso ter uma gestão sólida e um planejamento consistente. Organizar uma incorporadora imobiliária é um desafio em meio à grande competitividade que o mercado atual oferece.

Para organizar uma incorporadora imobiliária, é preciso “conhecer o jogo”, ou seja, ter uma perspectiva ampla de como seu negócio atua e das características intrínsecas desse setor. É demandada a garantia de processos, cada vez mais ágeis e eficientes, e tudo isso, naturalmente, não pode ser feito sem um planejamento assertivo. Por sua vez, é praticamente insustentável criar um planejamento que não preze por boas práticas de mercado.

A percepção do cliente ideal das incorporadoras exerce um grande impacto na forma de organizar seu negócio. Pensando nisso, confira, neste artigo, alguns exemplos de boas práticas para que sua incorporadora imobiliária possa ter um bom planejamento e uma organização eficientes. Acompanhe.

1. Modernizar as tecnologias de Business Intelligence (BI)

Toda empresa, de um modo ou de outro, gera inteligência de mercado (Business Intelligence). No entanto, quando é preciso organizar uma incorporadora imobiliária, existem práticas que permitem a melhor gestão possível desse recurso.

Nesse contexto, identificar gargalos em processos administrativos e estratégicos de sua incorporadora é o primeiro passo. O registro e a organização de dados, quando feitos de forma 100% manual, abrem espaço para falhas, atrasos e desinformação. Uma boa prática é permitir que a tabulação e reunião de informações seja automatizada de forma relevante para seus colaboradores.

Quanto mais precisas forem as informações internas e os dados externos do mercado, melhor será sua aplicação para resultados. Organizar uma incorporadora imobiliária envolve permitir que processos gerem valor estratégico. Estudos de viabilidade financeira, relatórios de vendas – tudo deve permitir que sua incorporadora potencialize resultados. Para isso, é preciso que as tecnologias sejam atualizadas.

2. Investir na experiência de seu cliente no atendimento

O comportamento do cliente moderno em relação aos canais de atendimento é muito mais veloz e pontual e as empresas perdem por não organizar uma incorporadora imobiliária para satisfazer esse tipo de experiência.

A atitude passiva no atendimento transmite uma mensagem negativa para seu cliente. Práticas como proatividade e planejamento nas informações do imóvel podem fazer a diferença no momento decisivo da venda.

Os investimentos em atendimento são uma forma de organizar uma incorporadora imobiliária para que ela possa cumprir um alto padrão de qualidade. Treinamentos e reciclagens de equipes, investimento em canais e ferramentas de comunicação, muitos são os caminhos para otimizar seu atendimento. A adoção de um sistema para incorporadora permite que você organize e tenha maior controle sobre as etapas e os pontos de contato de seu empreendimento imobiliário.

3. Organizar uma incorporadora imobiliária com dados relevantes

Adaptar e priorizar certas informações pode contribuir ou limitar o desempenho das equipes de sua incorporação imobiliária. Por isso, é essencial prezar por boas práticas na hora de fazer com que seu negócio traga resultados.

Traduzir dados de forma relevante, os transformando em inteligência, é uma das principais práticas para a organização de suas operações. A análise do mesmo índice de faturamento pode servir a diferentes finalidades dentro da incorporadora, por exemplo. Ter um processo de análise preciso e relevante para vendedores, gestores e analistas faz com que seus dados ganhem força – e dados relevantes permitem priorizar e organizar melhor seu negócio.

4. Garantir um ciclo imobiliário saudável para o mercado

Pensamentos e decisões de mercado no curto prazo podem minar toda a credibilidade de um negócio. O segmento imobiliário, internacionalmente, sofreu com práticas nocivas de facilitamento de crédito no começo dos anos 2000. Mais do que nunca, garantir a saúde do mercado é um dever ao organizar uma incorporadora imobiliária.

O processo de negociação e venda de empreendimentos não termina em seu cliente. Investir em um acompanhamento e processos de pós-venda garante que o ciclo possa ser melhor. Não é à toa que boas práticas de organização estão alinhadas com uma cultura empresarial sólida. Empresas que constroem a reputação e imagem de sua marca diariamente tornam sua organização mais orgânica e eficiente.

5. Integrar canais estratégicos

É impensável organizar uma incorporadora imobiliária sem uma comunicação unificada., e ferramentas que facilitam o serviço de atendimento entre empresa e cliente são parte desse processo. O planejamento estratégico deve oferecer um caminho para que as ações da incorporadora possam impactar positivamente seus pontos de contato com o cliente.

Redes sociais, e-mail marketing, aplicativos e demais canais devem ser organizados de forma integrada e consistente. Dessa forma, a coleta e mensuração de informações geradas internamente se tornam mais fáceis de ser administradas. Dados como histórico de clientes, perfis de empreendimentos imobiliários e análises de terreno contribuem para o bom andamento das estratégias.

Quais práticas sua incorporadora imobiliária prioriza na organização de seu negócio? Deixe sua mensagem nos comentários e acesse nosso site para saber como o Hiperdados auxilia incorporadoras com as ferramentas ideais para a otimização de seus processos. Entre em contato e faça um teste gratuito.

No Comment

Comments are closed.