Quais os riscos na compra de terrenos para incorporadoras? - Software para Incorporadora e Construtora

Riscos na compra de terrenos são frequentes na rotina de uma incorporadora. Existem diversos fatores e aspectos a serem avaliados ao lidar com a questão, por isso, é essencial ter o conhecimento das informações necessárias e saber como desenvolver um bom relacionamento com seus clientes no momento da compra de um futuro empreendimento.

Pensando nisso, a seguir, listamos alguns dos principais riscos na compra de terrenos, além de dicas sobre o que as incorporadoras podem fazer para minimizar esses fatores. Garantir um bom negócio não é uma ciência exata, mas é importante transmitir segurança desde o primeiro momento. Confira mais a seguir!

1. Informações incompletas sobre o terreno

Prospectar um terreno para compra exige total atenção por parte das incorporadoras. já que, uma escolha errada pode causar problemas e limitações em relação ao empreendimento e a futuros projetos. Portanto, não investir em um estudo aprofundado pode resultar em grandes riscos na compra de terrenos.

Existe uma série de medidas que precisa ser tomada ao averiguar informações precisas sobre o terreno. Das dimensões e características topográficas até elementos da vizinhança, nada pode escapar ainda em uma análise inicial.

Para uma incorporadora, grande parte do planejamento e levantamento de custos já começa a ser esboçado a partir dessas informações. Assim, para que seja possível evitar os riscos na compra de terrenos, conte com dados completos e atualizados, e, além disso, invista nos profissionais que poderão averiguar e realizar avaliações precisas.

2. Documentação irregular e desorganizada

A viabilização de um terreno é o papel principal das incorporadoras. Os riscos na compra de terrenos, no aspecto judicial, podem impactar negativamente o processo e credibilidade da empresa. Por isso, ao investir em um novo terreno, é preciso mapear todos os pontos que permitam a sua regularização.

O processo de regularização não pode, de forma alguma, demandar grandes períodos de tempo. Os riscos na compra de terrenos não envolvem somente aqueles irregulares, mas, também, os que, na verdade, não valem esse investimento.

As construtoras e os clientes finais dependem de uma visão clara e organizada de todas as informações e da documentação desse terreno. Portanto, é preciso agilidade.

3. Falta de parâmetros para negociação

A realização do empreendimento imobiliário exige um nível de risco aceitável. Afinal, dentre os riscos na compra de terrenos, estão, justamente, os parâmetros utilizados para concluir qual é o limite aceitável.

Para solucionar essa questão, é essencial que o setor responsável pelo orçamento possa estabelecer previsões de rendimento e custos com precisão. Isso requer não só dados organizados, mas um direcionamento inteligente dos recursos da incorporadora.

É preciso ter uma projeção de seu fluxo de caixa e realizar simulações que possam garantir o sucesso de seu negócio imobiliário. Nesse quesito, também vale lembrar de que fatores externos, como inflação e poder de compra, podem afetar o quadro.

4. Riscos na compra de terrenos desvalorizados

É comum vermos, no Brasil, casos de terrenos que foram loteados de maneira irregular. Bons exemplos não faltam, como é o caso de loteamentos próximos a áreas de mananciais. No entanto, não é somente a falta de fiscalização que apresenta riscos na compra de terrenos. Existem diversos elementos e fatores, que vão da proximidade a rotatórias até mesmo ao tipo de empreendimento a ser construído.

Acompanhar as tendências de mercado e os indicadores de valorização e rendimento dos terrenos é algo essencial. É preciso se informar sobre os possíveis desafios e desvantagens que serão inevitáveis a partir do fechamento dessa compra. Dessa forma, as incorporadoras podem se munir e elaborar estratégias que potencializem o melhor daquele empreendimento.

5. Não utilizar indicadores econômicos precisos

A valorização de imóveis e projetos imobiliários depende de indicadores precisos, com base em variáveis analisadas em todo o país. Ferramentas, como o Índice IPH, por exemplo, permitem que as incorporadoras tenham acesso a essa informação de maneira facilitada.

Os dados oferecidos pelo IPH agregam diferentes categorias de empreendimentos. É possível, com base nos indicadores gerados, realizar uma análise e minimizar os riscos na compra de terrenos.

Considerações finais

Os resultados obtidos pelas incorporadoras dependem de um controle amplo em todas as áreas e processos de seu negócio. Saber prever, avaliar e coletar dados dos riscos na compra de terrenos faz com que a empresa ganhe destaque.

Além das informações fundamentais coletadas na prospecção de novos terrenos, é importante saber se adaptar. Existem dados que direcionam o mercado imobiliário e que podem refletir em toda a análise das incorporadoras. Com base nessas mudanças, é preciso garantir que sua empresa tenha uma base sólida para a negociação desses ativos.

Quais riscos na compra de terrenos sua empresa procura minimizar durante as etapas de planejamento? Gostaria de ter uma gestão mais organizada? Para isso, conheça o COMPRO TERRENO a nova aplicação da Hiperdados que vai ajudar a sua empresa a ser mais eficiente e rentável no momento de adquirir um terreno para incorporação imobiliária.

No Comment

Comments are closed.