Perspectivas para o mercado de imóveis no primeiro semestre - Software para Incorporadora e Construtora

O mercado imobiliário é um setor fundamental para a economia brasileira, gerando negócios e empregos. Por isso, é interessante conhecer as perspectivas para o mercado de imóveis no primeiro semestre de 2018, tornando possível compreender as novas demandas e oportunidades desse setor.

Com a retomada do crescimento da economia, o aumento no número de empregos e a estabilização financeira, o mercado imobiliário começa a aquecer, possibilitando que novas negociações sejam realizadas.

De acordo com José Romeu Ferraz, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, as perspectivas do mercado de imóveis no primeiro semestre são animadoras, principalmente em função da redução da taxa anual de juros básicos, pois isso, geralmente, aumenta o acesso aos recursos de crédito imobiliário.

Ou seja, quando o rendimento financeiro diminui, as pessoas tendem a investir o próprio dinheiro no mercado de imóveis. Além disso, há a recuperação do setor, que começou já no segundo semestre de 2017.

Isso se dá, também, em razão do programa Minha Casa Minha Vida, que registrou atualização de regras feita pelo Governo Federal. Agora, o limite da renda dos consumidores que podem adquirir uma propriedade pelo programa passou de R$ 6,5 mil para R$ 9 mil.

Outro fator que melhora a perspectiva para o mercado de imóveis no primeiro semestre é referente à inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que deve chegar a 4,5% em 2018. Isso porque a inflação reflete diretamente no poder de compra dos brasileiros, e torna o investimento em imóveis mais viável e atraente.

Portanto, com as perspectivas para o mercado de imóveis no primeiro semestre estando tão positivas, se torna interessante compreender, também, as tendências do mercado para esse ano, possibilitando que sejam realizados bons investiremos – levando em consideração a realidade e as tendências do setor, como veremos a seguir.

tendencias-mercado-imobiliario

As tendências do mercado de imóveis no primeiro semestre de 2018

Existem várias tendências interessantes para o mercado de imóveis no primeiro semestre deste ano, principalmente em função das perspectivas favoráveis que vimos anteriormente. Assim, é esperado um poder de compra maior e uma capilaridade de novos perfis de cliente.

O poder de compra se dá pelo fato da queda da inflação, enquanto os novos perfis de cliente dizem respeito às novas finalidades de compra e aluguel dos espaços. Por isso, cabe à gestão do mercado imobiliário ter, em seu portfólio, produtos e imóveis que atendam às necessidades diferenciadas, contando, também, com equipes de vendas mais consultivas para compreender e identificar o imóvel ideal para cada segmento de clientes.

Além disso, outras tendências que estão se destacando para esse ano são a inteligência de mercado e a estratégia de automação imobiliária, como veremos a seguir.

Inteligência de mercado

Diversas vezes, o mercado imobiliário muda sem aviso prévio. Não há garantias perenes de um bom negócio, e as tendências predominantes determinam o sucesso ou o fracasso das vendas. Em muitos casos, os pequenos negócios locais podem, até mesmo, ser afetados por economias internacionais.

Para corretores e desenvolvedores de imóveis, isso representa sérios problemas, tornando mais difícil antecipar as tendências e propor transações aceitáveis.

A inteligência de mercado, ou business intelligence (BI), diz respeito ao ato de transformar dados brutos (sobre mercados, concorrentes e comportamento de consumo, por exemplo) em informação relevante, insights para as empresas – sendo definida como o processo de procurar, analisar e realizar a aplicação de muitas informações dentro da atuação de mercado.

Com ela, é possível, por exemplo, gerar perspectivas para o futuro, inovar positivamente, conquistar o consumidor e, principalmente, ter um diferencial de mercado.

As ferramentas de BI são benéficas para vendedores e corretores. Os dados de mercado são amplos, por isso, é muito difícil escolher tendências importantes sem algum tipo de assistência. Infelizmente, nem todos podem se dar ao luxo de contratar uma equipe dedicada de analistas de mercado de imóveis profissionais.

Por essa razão, softwares de inteligência de mercado se tornam recursos financeiramente mais viáveis, e que trazem retornos bastante significativos para os negócios. Essas soluções tecnológicas acompanham as estatísticas de desempenho do mercado, como as vendas em uma determinada área, e ajudam os vendedores a estabelecerem preços que são realmente competitivos – além de também facilitarem o marketing.

A obtenção de dados de análise sobre estilo de vida, como a porcentagem de pessoas que se deslocam para o trabalho de diferentes bairros, ou a densidade de escolas na região, por exemplo, pode ajudar a convencer os compradores de que uma propriedade vale a pena, e é a melhor escolha para ele.

A automação imobiliária

Já a estratégia de automação imobiliária se refere à utilização de softwares e outros dispositivos para a execução automática de uma série de tarefas, permitindo a economia de recursos e mão de obra. Automatizar processos contribui para alavancar negócios ao permitir fácil acesso e otimização de informações.

Assim, a automação facilita o trabalho das imobiliárias e, principalmente, dos corretores. A principal vantagem dela em uma imobiliária é o aumento das vendas. Um software de CRM (Customer Relationship Management), por exemplo, permite que os dados do cadastro e de atendimento ao cliente feitos anteriormente sejam processados e comparados, com o fim de amparar futuras abordagens e obter oportunidades de vendas.

Atualmente, em um mercado competitivo, muitas empresas estão, de forma gradual, abandonando seus computadores locais a favor de plataformas e serviços baseados na internet. Ao longo do caminho, elas vêm percebendo como a tecnologia pode melhorar as suas receitas.

Como vimos, as perspectivas para o mercado de imóveis no primeiro semestre de 2018 estão positivas, apresentando tendências interessantes. Mas, para se destacar, é preciso investir em novos processos e ferramentas, permitindo que se tenha um diferencial em relação à concorrência e, claro, possibilitando maior rapidez no momento de realizar o negócio imobiliário.

E você, já tem praticado a inteligência de mercado no seu negócio? O que achou dessas perspectivas para o mercado de imóveis no primeiro semestre? Entre em contato e conheça as soluções de automação imobiliária que a Hiperdados tem a oferecer para o seu negócio e até  a próxima. 

No Comment

Comments are closed.