georreferenciamento com inteligencia de mercado Hiperdados

Nos últimos anos, o georreferenciamento tem se tornado uma grande ferramenta para a tomada de decisões estratégicas. A extração de dados para a criação de visualizações, relatórios e mapas customizados pode fornecer informações valiosas, rápidas e precisas para a gestão de empreendimentos imobiliários.

Com o georreferenciamento, é possível detalhar informações de nível de país, de cidade ou mesmo de rua, melhorando a capacidade de tomada de decisão, podendo, até mesmo, ser realizada em tempo real. As tendências sugerem que houve uma escalada na procura de soluções de análise geoespacial e de geointeligência, principalmente no mercado imobiliário.

Dessa forma, se você procura soluções para fazer seu negócio crescer e gerar mais lucro, no post de hoje, vamos apresentar os benefícios do georreferenciamento. Acompanhe!

O que é georreferenciamento?

O georreferenciamento é o processo de reunir informações geográficas, atribuindo-lhe um sistema de coordenadas e traduzindo, transformando e comparando a outros dados espaciais, como intersecções de estradas e de rios, edifícios proeminentes, topos de montanha, entre outros.

Cada vez mais, os mapas estão se tornando importantes soluções de planejamento, gerenciamento e monitoramento de empreendimentos imobiliários. É possível fazer a definição de forma, dimensão e localização exata de um determinado imóvel, terreno ou lote por meio de levantamento topográfico e geodésico.

Com a posse desses dados, é possível tomar decisões e ter insights, como, por exemplo, fazer a identificação das áreas mais valorizadas para se fazer investimentos, identificando potenciais benefícios ou mesmo problemas, tendo como objetivo operações mais lucrativas.

A importância do georreferenciamento

Em tempos de alta competitividade, as empresas que se destacam são aquelas que conseguem antecipar tendências ou detectar oportunidades no mercado. A inteligência de mercado consiste na capacidade de cruzar dados e transformá-los em informação relevante, insights para os negócios.

Antes, gerar relatórios complexos e fazer uma análise completa de uma área poderia demorar até meses. A boa notícia é que essas informações se tornaram mais baratas e acessíveis, e a má é que essa facilidade pode fazer com que seu concorrente também tome decisões mais rapidamente com essas novas tecnologias.

Trabalhar com dados é fazer com que o negócio possa se desenvolver com mais inteligência de mercado, tornando-o mais rentável. Com a análise de uma área georreferenciada, as construtoras e incorporadoras podem não só identificar precisamente a situação dos imóveis, como traçar tendências para realizar os melhores investimentos com antecedência.

A partir do traçado de uma determinada área de influência, é possível elaborar a contagem de recursos disponíveis na região, por exemplo, quantidade de bancos, shoppings, escolas, lançamentos.

Pesquisas customizadas podem incluir, ainda, áreas contaminadas ou com excesso de barulho, bens tombados, operações urbanas, faculdades, equipamentos culturais (bibliotecas e museus), equipamentos públicos (telecentros, CEUs e Poupatempo), equipamentos de saúde (hospitais e centros de saúde), entre outras informações. Também é possível analisar dados públicos específicos da região, como as características da população na área estudada, renda, idade e gênero.

Além disso, com o georreferenciamento, ocorre uma diminuição de erros cadastrais de imóveis. Utilizando levantamentos topográficos, imagens e dados digitais por satélite da área gerenciada, aumenta-se a confiabilidade do lote.

Dessa forma, o georreferenciamento também garante segurança jurídica em ações relativas aos imóveis. Muitos juízes, com base na Lei de Registros Públicos, têm exigido identificação precisa das características, da confrontação e da localização do imóvel pelas partes. Quem possui o registro georreferenciado sai na frente.

Com isso, a partir de parâmetros técnicos e padronizados, é possível identificar, caracterizar e localizar propriedades, evitando descrições precárias e até mesmo as sobreposições de áreas que impedem a correta verificação do imóvel, reduzindo, assim, os problemas fundiários brasileiros.

A lei brasileira do georreferenciamento

No Brasil, a Lei 10.267 de 2001 obriga o levantamento topográfico georreferenciado de todos os imóveis rurais com área igual ou superior a 100 hectares. Além deles, os proprietários que solicitarem o registro de desmembramento, fracionamento, remembramento ou qualquer caso de transmissão do imóvel terão que, obrigatoriamente, realizar o georreferenciamento do imóvel.

O processo de georreferenciamento consiste no levantamento topográfico, na coleta de pontos com o auxílio do GPS, na elaboração do memorial descritivo e no pagamento da respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

No entanto, o imóvel só é considerado georreferenciado quando estiver certificado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e averbado na matrícula do imóvel no Ofício de Registro de Imóveis competente.

Quanto aos imóveis urbanos, ainda sem uma legislação específica, o cadastro urbano se desenvolve em cada prefeitura segundo as necessidades e os interesses locais. Isso ocorre, pois muitos municípios já estão convencidos dos benefícios do georreferenciamento. Portanto, uma reforma progressiva do cadastro é o melhor caminho para o seu aperfeiçoamento.

Enquanto que, para os imóveis rurais, a determinação dos limites de imóveis é de 50 cm, para os imóveis urbanos é necessário uma precisão ainda maior, em torno de 6 a 10 cm. Por isso, o fator custo ainda pode ser uma barreira para a viabilidade do sistema no mercado imobiliário.

Se o georreferenciamento de imóveis rurais foi planejado para evitar a superposição de imóveis, esse é um problema que também ocorre em áreas urbanas. São diversos os casos de locação inadequada de loteamentos, que causam futuros problemas jurídicos, ou impossibilidade de legalização devido à dificuldade de identificação entre o imóvel cadastrado e o registrado. Nesse quesito, surge a importância da adoção do georreferenciamento no mercado imobiliário.

E você, já conhecia os benefícios do georreferenciamento para a gestão do seu negócio? Quais ferramentas de inteligência de mercado sua empresa já utiliza? Não perca tempo: conheça o Hiperdados!

No Comment

Comments are closed.

× Conheça o Hiperdados